fbpx

Câmara Hiperbárica para Fraturas – Veja como ela pode te ajudar

Você sabe qual é o uso da Câmara Hiperbárica para Fraturas? É um equipamento médico fechado em que é realizado um tratamento chamado oxigenoterapia hiperbárica. Apesar do nome complicado, é bem simples de entender.

Câmara hiperbárica

A câmara hiperbárica produz efeitos a partir da inalação do oxigênio 100% puro. É um ambiente totalmente fechado e exige pressurização. O paciente é submetido a uma pressão 2 ou 3 vezes maior do que a atmosférica.

Quando a quantidade de oxigênio no sangue do paciente aumenta, ele circula até 20 vezes mais. Quanto maior a oxigenação, maior a capacidade de regeneração das células do corpo e menor a perda de tecido.

O oxigênio entra no corpo através da respiração do paciente. Penetra pelos pulmões e se dilui no plasma. É assim que ele chega aos tecidos que sofreram uma lesão e estão em recuperação.

Câmara hiperbárica no tratamento de fraturas

O uso da câmara hiperbárica tem se mostrado efetivo no tratamento de fraturas ósseas. O aumento da oxigenação no corpo acelera a regeneração do processo inflamatório,  tornando o resultado mais rápido.

A oxigenação hiperbárica reconstrói as áreas destruídas pelo trauma. Essa reconstrução ocorre em nível celular, na regeneração ou cicatrização da área afetada. A vascularização, ou seja, a formação de vasos do tecido, é estimulada, fazendo o tempo de recuperação ser menor.

Com esse processo, a fratura tem a formação do tecido ósseo acelerada. Portanto, a recuperação acontece mais rápido.

Quais fatores influenciam no tratamento?

O tipo de osso fraturado, o local e a gravidade da lesão. A presença de uma possível infecção também conta. Além disso, a idade e o estado da saúde geral do paciente também são levados em consideração.

Qualquer tipo de fratura pode ser tratado com a câmara hiperbárica?

Em teoria, sim. Mas não é qualquer tipo de fratura que vai ser submetida a esse tipo de tratamento. Se não houver um risco sério de infecção ou amputação, os médicos não indicam a câmara hiperbárica.

Para quais tipos de fraturas a câmara hiperbárica é indicada?

Ela só é indicada em situações em que a falta de oxigênio na lesão pode levar a uma piora do estado de saúde do paciente. Por exemplo, em fraturas abertas e/ou lesão por esmagamento, e fraturas expostas. Também é indicada para fraturas que exijam várias cirurgias.

Onde realizar o tratamento em câmara hiperbárica

Antes de mais nada, consulte o seu médico para verificar a necessidade do tratamento. Hoje no Brasil, existem quase 200 clínicas que disponibilizam esse recurso. Caso o tratamento seja indicado, é só procurar o serviço mais próximo de você.

Quanto tempo dura uma sessão?

Na maioria das vezes, uma sessão dura de 90 minutos em câmaras Monoplace e 2 horas em câmaras Multiplace, dependendo do caso.

Qual a frequência do tratamento hiperbárico?

O paciente é submetido a uma sessão diária, de 5 a 6 vezes por semana. Existem casos mais graves, que são necessárias mais de uma sessão ao dia.

O uso da câmara hiperbárica no tratamento de fraturas é cientificamente comprovado. Porém, como qualquer procedimento hospitalar, é necessário indicação médica. Consulte seu médico e veja a disponibilidade do tratamento.

Os Planos de Saúde pagam?

Importante ressaltar que a aplicação de oxigênio hiperbárico tem total cobertura por todos os Planos de Saúde em pacientes conveniados, uma vez que a Agência Nacional de Saúde (ANS) inseriu a modalidade terapêutica no rol de procedimentos mínimos obrigatórios, desde de 2011.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Close Menu