O que buscar na hora de comprar uma Câmara Hiperbárica?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Primeiro de tudo, muitos tratamentos feitos a partir do oxigênio, chamados oxigenoterapia hiperbárica, têm ganhado cada vez mais espaço nos hospitais e clínicas brasileiras. Para desenvolver essa terapia, é necessária uma Câmara Hiperbárica, equipamento que oferece inúmeras vantagens para a recuperação de pacientes com diversos tipos de lesões. Neste artigo, vamos destacar o que buscar na hora de comprar uma Câmara Hiperbárica.

A Oxigenoterapia Hiperbárica consiste na inalação de oxigênio puro no interior de uma Câmara Hiperbárica. Lá, o paciente é submetido a uma pressão equivalente a até três vezes a encontrada no nível do mar. 

Conforme o aumento de oxigênio no sangue gera algumas consequências no organismo, como a melhora no combate de infecções e até mesmo a aceleração no processo de cicatrização de feridas complexas.

O que é uma Câmara Hiperbárica

A Câmara Hiperbárica é um equipamento normalmente cilíndrico instalado em hospitais e clínicas para auxiliar pacientes que sofrem com diversos tipos de lesão. Em geral, as câmaras são feitas de aço ou acrílico, e são confeccionadas para serem resistentes a altas pressões de oxigênio puro ou ar comprimido.

Existem dois tipos deste equipamento: A Câmara Hiperbárica Multipaciente/Multiplace e a Câmara Hiperbárica Monopaciente/Monoplace. Como o nome já diz, elas se diferenciam pela quantidade de pessoas que o equipamento consegue tratar por vez. 

A primeira consegue acomodar até 9 pacientes, sentados ou deitados, monitorados por um técnico de enfermagem treinado. A segunda oferece tratamento individual e personalizado. A duração das sessões normalmente varia entre 90 minutos e 2 horas.

Contudo, como já citamos, a Câmara Hiperbárica é um tratamento que auxilia os meios tradicionais cirúrgicos e de ingestão de medicamentos. A terapia é indolor e não causa efeitos colaterais indesejados nos pacientes, e o oxigênio pode ser inalado diretamente dentro da câmara ou a partir do uso de máscaras especiais para esta finalidade.

Instalação da Câmara Hiperbárica

Antes de tudo para adquirir a Câmara Hiperbárica para o seu hospital ou clínica, é importante atentar para detalhes sobre a instalação. Apesar de não serem necessárias grandes obras para a implantação do aparelho, é preciso um espaço razoável para a instalação da câmara, principalmente no caso da Multipaciente/Multiplace, que é maior que a individual. 

Como o equipamento é utilizado para o tratamento de infecções, a higienização e esterilização do local deve ser feita de maneira adequada, seguindo os protocolos do fabricante da câmara.

Indicações

Como resultado, são encaminhados para a terapia, os pacientes que necessitam acelerar a recuperação de células danificadas, tecidos lesionados e para melhor cicatrização de lesões complexas. Aqui, estão alguns exemplos:

– Pacientes que sofreram queimaduras;

– Diabéticos, principalmente com feridas expostas nos pés;

– Acamadas por muito tempo e que desenvolveram escaras;

– Pacientes que passaram por tratamento de radioterapia e desenvolveram lesões actínicas;

– Portadores da Síndrome de Fournier, ou que possuem necroses e gangrenas de qualquer tipo;

– Pessoas que sofreram traumas ósseos;

– Quem sofre de úlceras nas extremidades dos membros;

– Pacientes que sofreram infeções bacterianas;

– Pacientes com inchaços pós-cirúrgicos que precisem ser reduzidos;

– Pessoas que sofreram mordidas de animais, como aranhas, cobras e insetos.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin