fbpx

Tratamento Hiperbárico na Síndrome Fournier

A Síndrome Fournier é uma doença que preocupa milhares de pessoas em todo o mundo. Mas, antes de falarmos sobre as suas possibilidades de tratamento, inclusive o hiperbárico, é preciso entender do que a síndrome se trata.

Ela é uma fascite necrótica, basicamente um processo inflamatório, que faz com que os tecidos moles encontrados na região perineal sejam acometidos. Cada caso da síndrome tem possibilidades de terem diferentes indícios do início da doença.

A injeção de drogas, por exemplo, pode ocasionar a síndrome, assim como ferimentos do períneo. Em alguns casos, a doença surge após alguns procedimentos específicos, como os urológicos, anais e/ ou ginecológicos. O mais preocupante é que não existe uma idade em que a síndrome possa ter mais chances de aparecer. Nem os bebês recém-nascidos estão livres da possibilidade de contraí-la .

Apesar disso, é mais comum o acometimento em adultos, justamente por ocorrerem também algumas doenças associadas à Síndrome Fournier. Um exemplo disso é a diabetes melito. Como sintomas, temos dores e inchaço na região onde fica localizado o períneo, chegando a necrosar a pele. Febre e desidratação também fazem parte da lista de sintomas comuns.

Tenho a Sindrome Fournier. O que devo fazer?

Ao ser descoberto o problema, a secreção purulenta fétida produzida deve ser coletada e, então, enviada para exame de bactérias. Dessa forma, os germes serão identificados e tratados. E, uma das coisas que precisa ser feita, imediatamente, ao momento de descoberta, é o tratamento da doença. A cirurgia é sempre a primeira escolha, devido a rapidez como o procedimento é feito. Mas há muitas outras possibilidades para que o problema seja tratado de forma adequada.

Entendendo o tratamento hiperbárico

Há ainda, em meio a tantas possibilidades, a opção de tratar a Síndrome Fournier por meio da oxigenoterapia hiperbárica. Esse tratamento é considerado eficaz , pois ele ajuda a destruir a bactéria e permite que, desta forma, o tecido seja recuperado.

As taxas de mortalidade de pacientes com a síndrome diminuíram significativamente após o tratamento hiperbárico. Porém, é preciso lembrar que, quanto antes essa forma de tratamento for utilizada, mais chance os pacientes terão de ser recuperar de forma mais tranquila. A quantidade de sessões inicialmente costuma ser duas ao dia, passando para uma ao dia com o decorrer do tratamento.

Ficou com dúvidas? Quer saber mais sobre o assunto?

Em nosso site: http://www.oxycamaras.com.br/ você pode acompanhar tudo sobre o assunto, além de conhecer várias possibilidades relacionadas ao tratamento. Também contamos com uma ampla linha de produtos voltada ao bem-estar e à saúde de nossos clientes.

Todos eles encontram-se detalhados e ilustrados em nossa página na internet, para que você possa melhor visualizá-los.

É possível através desse espaço, deixar as suas dúvidas e conversar com a nossa equipe. Há uma parte específica que fala sobre a medicina hiperbárica e seus benefícios para os pacientes. A ideia é que você conheça novas possibilidades ao acessar nosso site e assim, perceba a relevância de tratamentos alternativos em meio a sua recuperação.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Close Menu