5 motivos para você ter uma Câmara  Hiperbárica

• A Oxigenoterapia hiperbárica, é um procedimento médico terapêutico reconhecido pelo CFM. 

• Está Inclusa no ROL da ANS, com cobertura compulsória dos Planos de Saúde.

• O cliente tem 6 meses de carência para o pagamento da 1ª parcela.

• Financiamento em até 60 vezes com parcelas fixas

• A receita gerada  de apenas 01 paciente, cobre o custo mensal do financiamento.

CÂMARA HIPERBÁRICA MONOPLACE ECOBAR 850 TUBO ACRÍLICO

Registrado na
Anvisa

Financiamento 
Santander
6 Meses de carência 

Financiamento 
BNDS

A Oxigenoterapia Hiperbárica é a inalação de oxigênio puro em pressão ambiente aumentada dentro de câmaras.

As sessões duram 90 minutos por dia.

O tratamento é prescrito de acordo com a patologia, variando em sua duração.

Durante uma sessão de Oxigenoterapia Hiperbárica, ocorre um aumento de dez a vinte vezes na quantidade de oxigênio dissolvido nos tecidos.

O tratamento é benéfico em patologias nas quais a falta de oxigênio tecidual é o problema principal.

A Oxigenoterapia Hiperbárica terá ação cicatrizante e antibiótica (dependendo da sensibilidade da bactéria).

Ela pode ser utilizada em casos de formação do colágeno, neoformação vascular e na diminuição do edema.

É uma importante ação terapêutica no tratamento de lesões refratárias.

A Oxigenoterapia Hiperbárica é aplicada em todo o mundo, tendo regulamentado protocolos nos EUA, Europa, Japão, China e Rússia.

Perguntas

Os protocolos utilizados em outros paíes são mais extensos que os protocolos hoje utilizados no Brasil. De uma forma genérica, as indições são:

  • Feridas de difícil cicatrização;
  • Infecções graves com destruição muscular, de pele, ou gordura subcutânea;
  • Lesões causadas por radioterapia;
  • Esmagamentos e amputações traumáticos;
  • Infecção crônica dos ossos; procedimentos de cirurgia plástica;
  • Presença de bolhas de ar na corrente sanguínea (“embolia gasosa arterial”);
  • Queimaduras extensas.

Sim, as indicações possuem cobertura obrigatória pelas operadoras de planos de saúde e seguradoras pois estão no Rol de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

O Tratamento com Oxigenoterapia Hiperbárica é realizado em Câmaras Hiperbáricas com pressão de 2 a 3 ATAs e tem uma duração de 1:30h por sessão.

A regulamentação da atividade médica hiperbárica no Brasil obedece a:

• CFM – Resolução Nº1.457/95 – Dispõe sobre a Regulamentação das aplicações clínicas da OHB no Brasil;

• CBHPM – Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos – Tabela CBHPM valor atual: R$1.133,03;

• ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar – Responsável por determinar o Rol de procedimentos;

• ANVISA – Resolução – RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002;

• Dispõe sobre o Regulamento Técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde;

• ANVISA – Resolução – RDC nº70, de 01 de outubros de 2008;

• NR13 – Norma regulamentadora para fabricação de caldeiras e vaso de pressão;

• NR15 – Norma regulamentadora para atividades e operações insalubres;

• MTR – Ministério do Trabalho e Emprego inclui Médico Hiperbarista na Classificação Brasileira de Ocupações.

• Dispões sobre os requisitos mínimos para garantia de qualidade, segurança e eficácia ds gases medicinais de uso consagrado (oxigênio medicinal);

• ABNT – NBR 15949/2011;

Vídeos

Blog

Acompanhe o podcast Oxy Câmaras! 

O primeiro podcast do Brasil focado em medicina hiperbárica

clientes