fbpx

Como funciona uma Câmara Hiperbárica

A partir do desenvolvimento tecnológico, os tratamentos medicinais ganharam em diversidade e excelência, isto é, a tecnologia permitiu o surgimento de novos e melhores procedimentos para cuidar da saúde.

Uma dessas conquistas é Câmara Hiperbárica, um equipamento médico fechado utilizado para tratar feridas e prevenir amputações por meio da inalação de oxigênio a uma pressão que pode ser duas vezes e meia maior do que a pressão atmosférica.

O procedimento chamado de oxigenoterapia hiperbárica vem sendo difundido nos setores hospitalares, embora seu principal instrumento – a própria Câmara Hiperbárica – não seja encontrada com tanta facilidade assim em hospitais brasileiros.

Mas para utilizar do tratamento é preciso, antes, entender como funciona uma Câmara Hiperbárica.

FUNCIONAMENTO

O ar que respiramos não é oxigênio puro. Na verdade, a menor parte dele (cerca de 20%) é O2, sendo que o restante dos elementos é descartado. O que a Câmara Hiperbárica faz é criar um ambiente fechado com maior quantidade de oxigênio, fazendo com que os tecidos absorvam todo o O2 comprimido. A lógica é simples: como os tecidos pobres em oxigênio (isquêmicos) são mais suscetíveis a infecções e necrose, a Câmara Hiperbárica age para aumentar a penetração de oxigênio no corpo.

O funcionamento da Câmara Hiperbárica, portanto, pode ser definido como sequencial: 1.) uma câmara lacrada comprime o oxigênio; 2.) o oxigênio chega aos pulmões através da respiração; 3.) após atingir os pulmões, o oxigênio é diluído no plasma; 4.) por meio do plasma, chega até os tecidos com pouca irrigação e que, por isso, são menos saudáveis.

As condições proporcionadas pela Câmara Hiperbárica faz com que as funções hormonais e celulares sejam estimuladas, reagindo a infecções e promovendo uma progressiva cicatrização de lesões. Entretanto, entender como funciona uma Câmara Hiperbárica exige que também se reconheça a necessidade de um protocolo de segurança rígido em relação aos tratamentos.

PROTOCOLO sobre Como funciona uma Câmara Hiperbárica

Como os pacientes permanecerão de 90 a 120 minutos dentro da câmara há cuidados essenciais que devem ser tomados para garantir a segurança do tratamento. Vamos a eles:

•           Os pacientes precisam usar roupas de algodão;

•           Não são permitidos equipamentos eletrônicos, nem instrumentos metálicos no interior das câmaras;

•           Adereços e acessórios de moda também devem ser retirados;

•           Os bolsos e compartimentos devem estar vazios, sem papéis, materiais plásticos e afins;

•           Pacientes com marca-passo precisam retirá-lo (existem marca-passos que são permitidos);

•           A pele do paciente precisa estar completamente limpa, sem cremes, maquiagens, pomadas ou qualquer outra loção.

MULTIPACIENTES E MONOPACIENTES

As câmaras podem acomodar um único paciente (câmaras monopacientes) ou um grupo de pacientes (câmaras multipacientes). No primeiro caso, o compartimento é menor e o paciente respira o oxigênio diretamente da atmosfera criada pela câmara, sem a necessidade de máscara e sem a necessidade de guia interno. Já no segundo caso, os pacientes permanecem sentados e absorvem o oxigênio por máscaras e capacetes projetados para o tratamento e necessita um guia interno durante cada sessão.

Como funciona uma Câmara Hiperbárica: Existem diferenças em relação a tempo de tratamento e utilização entre esses dois tipos de câmaras: Não câmara monopacientes o tempo de tratamento é de 90 minutos e na multipacientes o tempo é de 2 horas, outra diferença que impacta no custo é a obrigatoriedade de acompanhamento de guia interno durantes as sessões com câmaras multiplace e esse guia só pode fazer uma sessão por dia. Na câmara Monoplace não existe essa necessidade, trazendo melhor custo/benefício e oferecendo maior conforto ao paciente.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Close Menu